rolem rolem rolem

vcs sabem o q é sair suado do cinema? é, ir ao cinema e sair suado e cansadão? calma, os lanterninha aqui de uberlândia, cidade pacata e catoholica do interior, são mais esperto q os anjos da inquisição. fiscalizar barato dos outros, aliás, é especialidade da nossa casa uberlandense. não tô falando de sair suado do cinema pela prática do mais gostoso dos esportes. falo em sair do cinema pela prática do segundo esporte mais gostoso: o rock n roll.

ontem fui ver o shine a light, filme do martin scorsese sobre os rolling stones. scorsese filmando os stones é tiro certeiro? é. ver banda pelas lentes de cinema, ainda mais as de um gênio como o scoresese, puta q nos pariu.

antes do filme começar, deu pra sacar q tinha fã da banda na área. um cara do lado do outro (na verdade, tinha uma cadeira vaga entre eles), celularzim tocando satisfaction, skolzinha na mão. finalmente a adominável pipoca achou seu lugar: na puta q a pariu. pipoca no cinema, desculpem-me os pipoqueiros, sempre me pareceu um emblema do tédio.

e foram esses dois caras quem saíram suadões do filme. q performance, a deles! barulhinho de latinha abrindo uma atrás da outra, gritos de "ai que vontade de fumar um cigarro!", "me dá um trago keith richards" dancinhas iguais as do mick jagger etc. genial. momento mais sublime foi quando entrou simpathy for the devil. ao q jagger dá voz ao Sedutor, com seu hope you guess my name, o rapaz, de pé, claro, se vira pra nós, os audientes, e brada, mãos ao alto: MY NAME IS LUCIFER!

Segundo momento mais legal foi quando o companheiro do rapaz - sancho pança dos pés à cabeça - se levantou para acompanhar o seu quixote nas dancinhas. perfeito, gente de pé dançando no cinema é cinema dentro do cinema, os stones e o scorsese iam adorar.

aí qdo o filme acabou deu pra ver uma respirada ofegante - gloriosa - do quixote. cansadaço, that is what rock n roll is all about. avacalhar sessão no cinema. gritar, como ele gritou: "vai tomar no cu, cristina aguillera!"

yes, i can get some satisfaction!

(horas antes da sessão, eu disse a uma amiga q era doido pra ficar velho logo. ela disse, como assim. shine a light responde tudo: assim, assados, como os stones. lindíssimas rugas)

keith richards é uma divindade, finalmente entendi a clarah. impressionante, é um lorde e uma pomba gira ao mesmo tempo. bruxo. a guitarra dele toca, mas quem rege é seu rosto. nunca em minha vida vi o rock n roll tão belamente encarnado qto nesse filme, na pele da película, na pele do keith richards. momento em que ele presenteia o buddy guy com sua guitarra - chorei. entrevista com o richards e com o ronnie wood, chorei. pra depois rir de gargalhar com o quixote e com o sancho. saí do cinema pisando alto, just like a rolling stone, obrigação de viver uma vida à altura desse mundo

7 comentários:

Anônimo disse...

Os Rolling stones são um engodo da música pop!

Clóvis Mascarenhas disse...

Tá bom fela, me convenceu. Vou assitir a essa porra - rosto lindo do Keith Richards é demais.

Engodo ou não, o termo pop, ou rock, significaria outra coisa, não existisse Rolling Stones.

huds on disse...

"engodo". ahã. se o rock and roll fosse sagrado, caberia dizer que taxar os stones de "engodo" é blasfêmia. como não é o caso, fuckoff.

lembrei do charlie watts no filme, quando o repórter pergunta até quando eles pretendem ser os rolling stones: o charlie só dá uma risadinha. nessa risadinha dá pra entender tudo o que ele quis dizer: "que bosta de pergunta. como assim, até quando? até quando a gente morrer, imbecil!"

os stones dispensam afirmação verbal. é curso prático de rock. quem é esperto presta atenção.

Gustavo L. disse...

DA FOLHA ON LINE

Keith Richards diz que médicos querem estudar seu corpo
Publicidade

da Ansa, em Londres

O guitarrista dos Rolling Stones, Keith Richards, 64, afirmou que os médicos gostariam estudar o seu corpo, quando estiver morto, para descobrir os segredos do seu "incrível sistema imunológico" e como faz para se manter saudável, apesar de ter consumido heroína e outras drogas por vários anos.

Richards, que havia contraído hepatite C, contou que o seu organismo superou a doença sem a ajuda de nenhum tratamento.

"Os médicos de todo o mundo gostariam de examinar o meu corpo --quando eu finalmente der o meu último suspiro. Parece que tenho um sistema imunológico incrível. Tive hepatite C e eu me curei sozinho, simplesmente sendo eu mesmo", disse Richards.

Recentemente, o músico declarou em entrevista ao tablóide "The Sun" que fuma "maconha o tempo inteiro".

Natalia Razuk disse...

tio uma leitura que me agrada nas ressacas
adoro

huds on disse...

issaaa

e quando os stones foram gravar na jamaica? imagina.

Pandora disse...

caralhoooo!! do caralhooo!! infelizmente ainda não vi essa bagaça! mas tb, depois dessa sua descrição da experiência, parece q qualquer assistida no cinema fica sem graça. keria mesmo o sancho e o quixote! fala sério!
e fodam-se as pipocas! nunca vi visão tão lúcida de cinema.
bom demais...