yellowfinger

eu tenho um negócio q é paixão pela radicalidade em arte. não adianta vir com chororô, me chamar de vanguardinha, de o caraio. nem adianta vir com papo de ah é independente então é bom. eu escuto caetano veloso diariamente, então o esquema tem q ser arrochado pra dividir espaço no meu playlist. por incrível q pareça, apesar de trabalhar com música, ainda escuto sons aê. escuto pelo menos 3 discos por dia. conheço pelo menos 3 discos por semana. me gabando? claro, pra que serve um blog? é q eu li isturdia essa provocação: a de q hj em dia o músico só escuta musca dele, só pensa nisso. perfeito. comigo tb é assim, e não é. não existe, na minha vida, in q não seja out, nem out q não seja in. ouvindo sons de outros artistas, penso no meu trabalho. trabalhando, penso nos sons dos outros.


(fissuradíssima pra escutar o disco novo do david byrne com o brian eno)

então esse post vem pra dizer a minha alegria em conhecer um artista como o yellowfinger. o chelo (aka yellow finger) eu conheço das antigas, desde os tempos do dead smurfs. feliz a banda q consiga por três faixas chamar o santo como o DS chamava (a banda não toca mais). nunca vi tanta urgência, tanto sangue. nunca vi uma resposta tão bem elaborada a esses tempos nossos. o DS era sapato moendo no chão bituca de cigarro em brasa. rapt: cuspida.

e os caras tão esparramado aí. todos absolutamente geniais. dentre eles, o chelo, yellowfinger.

pode ser considerada arte a aventura de pegar uma balada com ele? pega. aí vc vai entender o q é verve demolidora, o q é a benigna violência.

radical até a tampa, yellowfinger está em início de processo.acabou de montar o myspace. postou umas coisas bem toscas, q eu adorei. nada pode ser mais gostoso, nesse universo da arte, q ver um grande artista em processo, elaborando, montando myspace, manipulando seus signos.

então segurem aí um video do yellow, realizado em parceria com o comparsa stonewood (trilha sonora original). segue tb uma fotonovela (clique para ampliar)

e é isso. bendito seja Seja, o deus do pé na estrada, o deus da mão na massa, o deus do pau no cu.




3 comentários:

wagner schwartz disse...

bendito seja o deus do pau no meu cu

Damisela Mariah disse...

Verdadeira experiência estética uma noitada, balada com Chelo! Bendito pau no cú do deus q o cara não acredita. Ainda q tem o rocks jesus nas víceras. Salve chelo!

Anônimo disse...

amém, danislau..., amém!
bj
fla´via