o invasor

DE COMO VIAJAMOS DE FÉRIAS PARA PERNAMBUCO E CONHECEMOS O JOVEM MORENO QUE, MEIO COMO O INVASOR DO FILME DO BETO BRANT, COLOU NA GENTE

bonito demais, corpo de causar furor mesmo em quem nunca houvesse desejado conscientemente o corpo de um homem.

deliciosamente incômoda a primeira vez em q tirou a camisa perto da gente: eu tentando represar a respiração, misto de orgulho ferido e curiosidade, e minha namorada não conseguindo represar o olhar - como perder tal espetáculo? - desaguando-se por inteira no oceano negro da sua pele.

meu inimigo ele? com que sucesso ele conseguia destilar aquele carisma, feitiço embriagando com sabe-se lá quais venenos o olhar já convertido da minha menina.

eu contando aflito o fim dos nossos dias em pernambuco. mas a praia o biquini o sol e aquela companhia dolorosa já eram inevitáveis.

ele contando aflito o fim dos nossos dias em pernambuco. completamente tarado por minha namorada, queria porque queria, e tinha pouco tempo.

achei q ela ia gozar quando ele abaixou a bermuda pra ficar de sunga, na praia. indisfarçável o convite, o muito que se viu era muita promessa. e o movimento se deu tão insolentemente que faltou a voz, que quase se ouvia: olha.

os dias agora eram reféns daquela transa. não haveria correr do tempo enqto não estivessem juntos.

estiveram. alguém tinha que ir ao banco. o sol estava quente demais, ela pediu pra ficar. como ela foi sincera dizendo com a boca "o sol tá muito quente" e com os olhos "vc sabe que eu tenho q ficar aqui um pouco"

no caminho, não sei se por alucinação, mas achei que alguma coisa estava diferente no céu.

qdo voltei, percebi que o correr do tempo já havia recuperado suas forças. dia seguinte, retornamos. nunca mais falamos nele. de vez em qdo, recebo sua visita em sonho. ato contínuo, busco com sede o corpo da minha mulher, na osbcuridade dos lençóis e da madrugada

não sei quem transa com ela, nesses momentos. se eu, ou o invasor.

...........

8 comentários:

Robisson disse...

coisa linda minino

sinceridade pulsante

nossas vidas se tocam

abraços

Anônimo disse...

gosto de te ler danilo

grande abraço

Pandora disse...

e um quebrar de pernas que não aguenta mais...

Juka Nassar disse...

LIBIDO!
há pessoas que cheiram sexo, provocam o sexo no outro, ainda que inconsciente.

mto bom, danis!
veja se da proxima termina o copo de cerva com a gente! hehe
bjos

Mistofeles disse...

Phoda, literalmente phoda.

Maria Cláudia S. Lopes disse...

uma palavra?
caralhoooooooooooo esse texto chará!

Renato disse...

Fio, ou Fio! Ouva eu aí... Vc resumiu em uma página a sensação escabrosa que foi ler Dom Casmurro...

Necrochorume disse...

Transemos... dentro e fora fora e dentro, ocilando entre as duas formas de viver...só pra não ser tão ridículo